TRANSPORTE

Dudu solicita intervenção do MP-PI e TCE-PI para suspender aumento passagem de ônibus

Dudu solicita intervenção do MP-PI e TCE-PI para suspender planilha de aumento na passagem de ônibus em Teresina


Vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT)

Vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT) Foto: Assessoria parlamentar

O vereador Dudu (PT) protocolou ofícios no Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI) e no Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), solicitando que os órgãos possam intervir junto a Prefeitura de Teresina e o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) e suspender a planilha de aumento na passagem de ônibus na capital.

A passagem inteira que antes custava R$ 3,85, a partir desta segunda-feira (03) será R$ 4,00, após decreto assinado pela Prefeitura de Teresina. Já o passe estudantil que custava R$ 1,28 passará a ser cobrado no valor de R$ 1,35.

Dudu afirma que o reajuste proposto é algo abusivo e lesivo para a população da nossa cidade. “O sistema de transporte público a cada ano vem oferecendo serviços de péssima qualidade para os usuários. Não merecia nem ser mantido o preço atual, mas sim ser reduzido o valor da tarifa. Ao invés disso, temos esse aumento absurdo. Por isso, protocolei o ofício explicando a situação e solicitando ao MP-PI a realização de uma intervenção para que possamos suspender esse abusivo aumento da passagem de ônibus de Teresina”, afirmou Dudu.

 “Estamos provocando o TCE-PI para que o órgão possa também entrar na discussão da formatação dessa planilha que constitui o valor da tarifa de ônibus. É inadmissível em um período que tivemos uma inflação de aproximadamente 4% ter um reajuste de 3,89%,na passagem. A tarifa é extremamente injusta com o povo, pois vivenciamos um momento de crise e o transporte não oferece nenhuma melhoria. Precisamos suspender esse absurdo e fazer uma auditoria no Setut e no transporte público. Somente assim, vamos ter um balizamento técnico da real situação do transporte público em Teresina”, destacou o vereador Dudu. 

Fonte: Douglas Bastos

Próxima notícia

Dê sua opinião: