OBRAS

Elmano Férrer defende infraestrutura para região dos cerrados piauienses

Em reunião com o diretor Geral do DNIT, General Santos Filho, tratou das melhorias na BR-135, e pediu agilidade na construção da obra da ponte na BR-330.


Audiência

Audiência Foto: Ascom

O senador Elmano Férrer (PODEMOS-PI) esteve reunido com o diretor Geral do DNIT, General Santos Filho, para tratar de obras estruturantes para o desenvolvimento da região dos cerrados piauienses. O senador tratou das melhorias realizadas na BR -135, obras que devem ser inauguradas em dezembro, e pediu agilidade na construção da obra da ponte na BR-330, que liga Ribeiro Gonçalves (PI) a Tasso Fragoso (MA).  
Para o senador Elmano Férrer, as obras de melhorias na BR-135 transformaram a realidade da rodovia. “São 140km de pista alargada entre os municípios de Bom Jesus e Eliseu Martins. A BR-135, conhecida como rodovia da morte, se transformou em rodovia da soja”, ressaltou o senador.
Durante a reunião, o senador Elmano Férrer também pediu agilidade na ponte da BR-330, que ligará a região próxima à divisa dos municípios de Ribeiro Gonçalves, no Piauí, a Tasso Fragoso, no Maranhão. “Esta ponte é um pleito antigo dos produtores regionais. A Associação dos Produtores de Soja do Piauí (APROSOJA) se ofereceu para custear a construção da ponte da BR-330, mas a falta de licença ambiental impede sua execução. Os produtores agrícolas não podem continuar reféns de balsas para atravessar o rio e escoar sua produção”, disse Elmano.

MATOPIBA
O senado Elmano Férrer ressaltou ainda que a região dos Cerrados piauienses está localizada estrategicamente na fronteira agrícola do MATOPIBA (estados do maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), promissora para produção de grãos.
Após gestão do senador Elmano Férrer, o Piauí receberá uma nova superintendência da Caixa Econômica Federal, que será instalada ainda este ano na cidade de Bom Jesus. Para o parlamentar, a nova superintendência será de fundamental importância para um melhor crescimento da região sul do Piauí.

Fonte: Icone

Próxima notícia

Dê sua opinião: