DE PARNAÍBA

No Piauí, Bolsonaro volta a criticar governadores do Nordeste

No seu discurso, o presidente disse ainda que não vai autorizar a ideologia de gênero nas escolas


Bolsonaro discursa durante visita em Parnaíba

Bolsonaro discursa durante visita em Parnaíba Foto: Captura do vídeo

Jair Bolsonaro e sua comitiva desembarcaram no Aeroporto Prefeito Dr. João Silva Filho, em Parnaíba, no litoral do Piauí, por volta das 9h40 desta quarta-feira (14). Acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o presidente veio ao Piauí para participar das comemorações dos 175 anos de Parnaíba, onde recebeu homenagem e inaugurou uma escola militar que tem seu nome. Na oportunidade, Bolsonaro voltou a criticar os governadores do Nordeste.

"Alguns governadores querem separar o país. Eles estão no caminho errado. O caminho é um só país [...] acabou a roubalheira no Nordeste", disse Bolsonaro.


E seu discurso de 14 minutos, Bolsonaro defendeu o porte de armas e disse ainda que vai acabar com o "co-co" no Brasil. Segundo Bolsonaro, co-co significa raça de comunista e corrupto. O presidente também disse que em seu governo não será aprovado a  ideologia de gêneros nas escolas. 


Após ser recepcionado pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT), que cancelou a agenda em Brasília para ir à Parnaíba, Bolsonaro falou à multidão que “nas próximas eleições vai varrer a turma vermelha do Brasil”. A fala de Bolsonaro faz referência ao Partido dos Trabalhadores (PT). O governador Wellington Dias não acompanhou o discurso do presidente.

"Nas próximas eleições nós vamos varrer essa turma vermelha do Brasil, e já que na Venezuela está bom, vamos mandar essa cambada pra lá, e quem quiser ir um pouquinho mais pro Norte vai até Cuba, lá deve ser muito bom também”, ironiza Bolsonaro.


Mão Santa recebe Bolsonaro em Parnaíba. Crédito: Alan Santos/PR

LEIA TAMBÉM:  Em Parnaíba, Bolsonaro tem o 1º encontro com um governador do Nordeste após polêmicas

Fonte: Redação Piauí Hoje

Próxima notícia

Dê sua opinião: