HEDA

Surge um novo Hospital Dirceu Arcoverde, diz secretário sobre reforma e ampliação

Reforma e ampliação do Hospital Dirceu Arcoverde vai receber R$ 30 milhões de reais por meio de emendas destinadas pelo senador Ciro Nogueira


Reunião dos Secretários de Estado do Piauí com o Gerente da Caixa Econômica

Reunião dos Secretários de Estado do Piauí com o Gerente da Caixa Econômica Foto: Reprodução/Instagram

O Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, localizado no município de Parnaíba, a 335 quilômetros de Teresina, passará por uma reforma e ampliação com custo total de R$ 30 milhões de reais, já assegurados por meio de emenda parlamentar destinada pelo senador Ciro Nogueira (PP). 

Na última terça-feira (12), os secretários de estado da Saúde Florentino Neto e o de Planejamento, Antônio Neto, entregaram ao Gerente Executivo da Gerência de Governo da Caixa Econômica, Marcelo Diniz, o projeto de reforma e ampliação do Hospital.

Florentino Neto, Marcelo Diniz e Antônio Neto

Em vídeo divulgado em seu perfil no Instagram, o secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, contou detalhes do projeto.

“Estamos aqui entregando os últimos projetos que são necessários para termos a reforma do Hospital Dirceu Arcoverde, que vai custar 12 milhões de reais e a ampliação do hospital que vai custa 18 milhões. Agradeço ao senador Ciro por ter garantido esses recursos por meio de emenda parlamentar, agradeço à Seplan e a CGE”, disse.

Florentino agradeceu a celeridade dos órgãos do governo que contribuíram para a conclusão de projeto do HEDA.


“Surge um novo Hospital Dirceu Arcoverde com ampliação do centro cirúrgico, ampliação da ala obstetrícia, ampliação do setor de urgência e emergência, melhoria da qualidade desses setores, surge um hospital com mais 164 leitos de internação, todas as alas serão em um prédio verticalizado, surge um novo auditório, um almoxarifado novo, cuidado com área de abastecimento de energia elétrica e subestação adequada, saneamento, tudo que é necessário para que a gente tenha um hospital que atenda as normas de vigilância e de atendimento humanizado e de qualidade ao paciente”, informou.

Próxima notícia

Dê sua opinião: