GREVE

Trabalhadores podem parar obra de duplicação da BR 316 a qualquer momento

A diretoria do Sitricom se encontra na manhã de hoje (11) no canteiro de obras da construtora.


Canteiro de Obras

Canteiro de Obras Foto: Ascom

Os trabalhadores da construção pesada, que estão executando a duplicação da BR 316, na zona sul de Teresina, vão paralisar a obra a qualquer momento.
O motivo é que a construtora responsável, que está recebendo os recursos do governo para construção da duplicação, está pagando salários defasados aos trabalhadores, abaixo do piso salarial da construção leve. Os salários pagos são com base no Acordo de 2018.
O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Sitricom), através de sua diretoria, está tentando negociar com a construtora o Acordo Coletivo 2019/2020, com reajuste salarial.

Na tarde de segunda-feira (10) aconteceu uma rodada de negociação, onde o advogado da construtora, Ítalo Luiz de Almeida Santos, apresentou uma proposta, bem abaixo da proposta apresentada pelo Sitricom.
Como as negociações não avançaram, os trabalhadores da construtora responsável vão paralisar a obra da duplicação. Eles estão indignados e insatisfeitos com a situação, que se arrasta desde 2018. A diretoria do Sitricom se encontra na manhã de hoje (11) no canteiro de obras da construtora. Neste momento, eles estão mobilizados e podem parar as atividades a qualquer momento, segundo informou o diretor do Sitricom, José Gomes Marques.

Fonte: Ascom Sitricon

Próxima notícia

Dê sua opinião: