EVENTO

Vice-governadora participa do lançamento do Programa Centelha

O objetivo do programa é promover empreendedorismo no estado através de capacitações e investimentos.


Governadora Regina Sousa

Governadora Regina Sousa Foto: Paulo Barros

A vice-governadora Regina Sousa participou, na manhã desta terça-feira (5), do lançamento do edital do Programa Centelha que tem por objetivo disseminar a cultura empreendedora no Brasil. “É muito importante que os jovens, as escolas e as universidades participem. Esse projeto veio em um momento especial, de uma economia que precisa ser fomentada e que as pessoas precisam de emprego”, disse Regina Sousa.

A iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operada pela Fundação Certi e executada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi).

O programa visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Brasil. Além disso, irá oferecer capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso. “A Fapepi é a executora do projeto no Piauí, nós acreditamos fortemente no potencial inovador do nosso povo. Tentaremos realizar a difusão dele em pelo menos uma das grandes cidades que têm em cada um dos territórios do estado”, disse o presidente da Fundação, Antonio do Amaral.

As inscrições do Programa Centelha no Piauí têm início nesta terça (5) e vão até dia 20 de dezembro no endereço eletrônico www.programacentelha.com.br, no qual é possível obter mais informações sobre o programa e seu edital detalhado.

O Programa Centelha está sendo executado em 21 estados, sendo cada um com edital próprio. Além do Ceará, participam da iniciativa Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: