CRIME AMBIENTAL

Mais de três toneladas de óleo foram removidas das praias do Piauí

Somente da praia Pedra do Sal foram removidos 1.650 quilos de óleo no último sábado (16)


Monitoramento da presença de óleo no litoral do Piauí

Monitoramento da presença de óleo no litoral do Piauí Foto: Divulgação/Semar

Uma tabela divulgada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) aponta que 1.650 quilos de óleo foram removidos da praia Pedra do Sal, localizado no município de Parnaíba, distante 338 quilômetros de Teresina. O recolhimento de toda essa quantidade ocorreu no último sábado (16).

Desde que o monitoramento teve início, no dia 29 de outubro, a Semar já recolheu 3.166 quilos de petróleo na costa litorânea dos municípios de Parnaíba, Ilha Grande, Luís Correia e Cajueiro da Praia, em esforço conjunto com as prefeituras municipais, Capitania dos Portos do Piauí e Instituto Chico Mendes (ICMBios).

Ontem, a Capitania dos Portos confirmou a chegada do óleo ao Delta do Parnaíba, ponto turístico formado por ilhas piauienses e do Maranhão.

De quinta-feira (14) a sábado, três praias do Piauí foram consideradas impróprias para banho e receberam placas indicativas fixadas por equipes da Semar como alerta aos banhistas. As praias são Atalaia, Peito De Moça e Pedra do Sal.

Matérias relacionadas

Regina acusa governo Bolsonaro de se omitir sobre óleo no Delta e nas praias do Piauí

Manchas de óleo chegam ao Delta do Parnaíba e em cinco praias do Piauí

Força Tarefa aguarda recursos de Prefeitura para retirar óleo da Praia de Atalaia

Navio Patrulha com 50 militares auxiliará limpeza do Delta do Parnaíba neste domingo

Capitania dos Portos inicia limpeza após detectar óleo no Delta do Parnaíba

Próxima notícia

Dê sua opinião: