MEIO-AMBIENTE

Enel reforça estrutura e ajuda vítimas do rompimento de bacias do parque solar

Após publicações no Piauí Hoje, a Enel Green Power se manifestou e disse que está buscando soluções e prestando atendimento às vítimas


Barragem em São Gonçalo do Gurgueia

Barragem em São Gonçalo do Gurgueia Foto:

A Enel Green Power, empresa responsável pela instalação e gestão do parque de São Gonçalo do Gurguéia, se manifestou na manhã desta sexta-feira (14) e informou que está reforçando a estrutura de contenção de contenção de águas no entorno do parque, construindo barreiras extras no leito dos riachos. Diz também que está realizando um estudo para melhorar o acesso às comunidades afetadas. 

Ainda segundo a empresa, a avaliação de impacto de chuvas futuras também está sendo feita para verificar a necessidade de medidas adicionais para a contenção de sedimentos e outras medidas de segurança.

Por fim, a Enel Green Power informou que está em contato com os moradores da região, garantindo água potável e atendimento por meio de um profissional que circula na região. 

Entenda o caso

Nos últimos dias, o www.piauihoje.com tem publicado uma série de reportagens sobre o impacto causado pelo rompimento de bacias de contenção no Parque Solar do município de São Gonçalo do Gurgueia, a 792 km ao Sul de Teresina. De acordo com denúncia de agricultores e pecuaristas dos povoados Grotão da Lapa, Buritizinho e Lapa, a água e a lama invadiram suas terras, destruindo plantações e até morte de gados, além do assoreamento do trecho do rio. O rompimento das bacias ocorreu no dia 5 de fevereiro.

O Parque Solar de São Gonçalo do Gurgueia é uma obra da Enel Green Power, licenciada pelo Governo do Piauí, por meio da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Semar). São Gonçalo é o maior parque solar em construção na América do Sul e fica situado na Serra de Santa Marta. As bacias foram construídas no entorno do parque, mas com as chuvas ficaram cheias e se romperam. Com isso, a água desceu da Serra e levou todo o entulho por onde passava, deixando um rastro de destruição e prejuízos aos moradores.

O Piauí Hoje publicou três notícias relacionadas ao caso, são elas: 

Rompimento de bacias em usina solar gera prejuízos e danos ambientais no Sul do Piauí

Secretário proibido de entrar em local onde houve rompimento de bacia de contenção

SEMAR não sabia da construção das bacias que romperam em parque solar no Sul do Piauí

Veja a nota da Enel Green Power enviada ao Piauí Hoje:

"A Enel Green Power informa que está reforçando a estrutura de contenção no entorno do parque solar São Gonçalo, construindo barreiras extras no leito dos riachos Buritizinho e Macacos, para impedir a passagem de sedimentos que se movimentaram após as fortes chuvas das últimas semanas.
 
A companhia acrescenta que uma empresa de consultoria especializada está realizando um estudo para melhorar o acesso à água das comunidades afetadas; uma avaliação do impacto de chuvas futuras (estudo hidrológico/hidráulico), que será utilizada para verificar a necessidade de medidas adicionais para a contenção de sedimentos e outras medidas de proteção; além de um levantamento topográfico das áreas impactadas.
 
A Enel Green Power ressalta ainda que está em contato direto com os moradores da região, garantindo água potável para a comunidade e atendimento dedicado por meio do 0800 2853455 e da Ouvidoria Móvel, por meio de um profissional que circula pela cidade de São Gonçalo do Gurguéia em um veículo identificado como Enel".

Próxima notícia

Dê sua opinião: