TENTATIVA DE FEMINICÍDIO

Polícia indicia contador que torturou, estuprou e amarrou mulher em árvore no Piauí

O suspeito está em liberdade e a família da vítima pede a prisão dele. O crime foi filmado pelo próprio agressor


Local onde a vítima era torturada

Local onde a vítima era torturada Foto: Polícia Civil

Um contador identificado Marco Emílio Alcides de Araújo, 38 anos, foi indiciado pela Polícia Civil do Piauí por torturar e amarrar em uma árvore a esposa  no município de Altos, no Norte do Piauí. A vítima é uma professora de 38 anos, relou à polícia que foi estuprada e torturada enquanto era mantida em cárcere privado por mais de uma semana.

Marco Emílio foi indiciado por estupro, ameaça e tortura mediante sequestro. A vítima chegou a ser amarrada nua em uma árvore e o agressor ainda filmou tudo. Nas imagens, ela aparece de joelhos presa na árvore e o contador jogando gasolina no corpo dela, a ameaçando atear fogo. No vídeo, o suspeito diz para a vítima pedir desculpas por uma suposta traição. 

 A mulher relatou que era estuprada no quarto e que teve o cabelo cortado com uma faca, onde também sofria ameças de morte e agressões psicológicas. O marido da vítima está solto, mas ele não pode se aproximar da professora devido a medidas protetivas em favor dela.

A família informou que a professora não está no Piauí, pois está muito abalada e tem medo do agressor. A família também disse que prepara uma manifestação em Altos pedindo a prisão do suspeito.

 

Próxima notícia

Dê sua opinião: